"Só com a leitura um povo pode se tornar forte em sua cultura." (Rodrigo Poeta)

terça-feira, 15 de agosto de 2017

DADOS DO XI° CONCURSO POESIARTE 2017 (PARTE 02)




DADOS DO XI° CONCURSO POESIARTE 2017 
(PARTE 02)

*Foram 373 inscritos de todo o Brasil e dos seguintes países estrangeiros: Venezuela, Itália, Japão, Portugal e Moçambique.

*Observação somente os 20 primeiros colocados estão em ordem de colocação no concurso, pois foram os finalistas a serem avaliados pelos jurados.

101-Catarina Yoko.
Poema: Meu eu.
Cidade: Ceilândia/DF.

102-Celso Henrique.
Poema: Mares de invisibilidade.
Cidade: São José do Rio Preto/SP.

103-César Camilo.
Poema: Notícias Mundanas.
Cidade: Maceió/AL.

104-Cícero Giego.
Poema: Já vou.
Cidade: Fortaleza/CE.

105-Cláudia Batalha.
Poema: Zé Alguém.
Cidade: Santos/SP.

106-Claudinei Tonietti.
Poema: Olhos iguais aos teus.
Cidade: Espírito do Santo do Pinhal/SP.

107-Cleideneia Araújo.
Poema: Um feliz não tão feliz assim.
Cidade: Salvador/BA.

108-Cristian Lopez.
Poema: Invisível morador.
Cidade: Cascavel/PR.

109-Cristiane Santo.
Poema: Desesperança.
Cidade: Feira de Santana/BA.

110-Cristiane Vieira de Farias.
Poema: Rua imperceptível.
Cidade: São Paulo/SP.

111-Cristina Bresser.
Poema: Moradores invisíveis.
Cidade: Curitiba/PR.

112-Danilo Souza.
Poema: O menino invisível.
Cidade: Diadema/SP.

113-Danusa Almeida.
Poema: Estou aqui.
Cidade: Campos dos Goytacazes/RJ.

114-Débora Muniz.
Poema: Vagante.
Cidade: Montes Claros/MG.

115-Denisson  Pinho.
Poema: Em visível.
Cidade: Brasília/DF.

116-Dermival Silva.
Poema: Enamorado no vício.
Cidade: São Paulo/SP.

117-Edileuza Bezerra.
Poema: O hoje que o ontem me deu.
Cidade: São Paulo/SP.

118-Edilson Nascimento.
Poema: Sem perspectiva.
Cidade: Urandi/BA.

119-Edilson Sostino.
Poema: Cidade invisível: moradores de rua.
Cidade: Maputo – Moçambique.

120-Edison Gil.
Poema: Lá na rua.
Cidade: Sorocaba/SP.

121-Edite Costa.
Poema: O próximo.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

122-Eduardo Lima.
Poema: Viaduto.
Cidade: São Vicente/SP.

123-Eduardo Sussumo.
Poema: Eu estou aqui!
Cidade: Franca/SP.

124-Edweine Loureiro.
Poema: O homem invisível.
Cidade: Saitama – Japão.

125-Elaine Correa.
Poema: Suas coisas.
Cidade: Joinville/SC.

126-Eleonora Fonseca.
Poema: Uma ronda pela noite.
Cidade: Gravatá/PE.

127-Elias Antunes.
Poema: O espantalho.
Cidade: Taguatinga/DF.

128-Eliete Dias.
Poema: Cidade invisível: moradores de rua.
Cidade: Belo Horizonte/MG.

129-Eliezi Luiz.
Poema: Eu, Lázaro.
Cidade: Arealva/SP.

130-Elton Regis.
Poema: Entre a rua e a lua.
Cidade: Fortaleza/CE.

131-Ernesto António.
Poema: Toada do desabrigo.
Cidade: Coimbra – Portugal.

132-Emanoel Fernandes.
Poema: Gente sou gente!
Cidade: Sorocaba/SP.

133-Emilia Rombesso.
Poema: O que é isso?
Cidade: Porto Seguro/BA.

134-Eni Ilis.
Poema: Sou ferida que não cicatriza.
Cidade: Campinas/SP.

135-Eriberto Henrique.
Poema: Os sonhos que jamais sonhei.
Cidade: Jaboatão dos Guararapes/PE.

136-Erika Mendes.
Poema: Nas asas da leitura.
Cidade: Porteirinha/MG.

137-Erivânia Fernandes.
Poema: Alma invisível, olhos indolente.
Cidade: Feira de Santana/BA.

138-Estefani Garcia.
Poema: Poema sem nome.
Cidade: São Paulo/SP.

139-Ester Duarte.
Poema: Um morador de rua.
Cidade: Bauru/SP.

140-Evandro Rocha.
Poema: Super poderes.
Cidade: Duque de Caxias/RJ.

141-Fabiano de Jesus.
Poema: Lágrimas adormecidas.
Cidade: Irituia/PA.

142-Fábio Kawati.
Poema: Gramática das ruas.
Cidade: Sinop/MT.

143-Fábio Luiz.
Poema: Quase-humanos.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

144-Fátima Esteves.
Poema: Farrapos humanos.
Cidade: Coimbra – Portugal.

145-Felipe Yuzo.
Poema: Onomatopeia diária do Sísifo Intangível.
Cidade: São Paulo/SP.

146-Fernanda Liu.
Poema: Eufemismo invisível da penúria.
Cidade: Londrina/PR.

147-Fernanda Rodrigues.
Poema: Visão.
Cidade: São Paulo/SP.

148-Fernanda Scaravelli.
Poema: Sonho distante.
Cidade: Itu/SP.

149-Fernanda Silva.
Poema: Indignação.
Cidade: Fortaleza/CE.

150-Fernando Cabral.
Poema: Casas de ar.
Cidade: Joaçaba/SC.

151-Fernando Jesus.
Poema: Lendas ao relento.
Cidade: Jundiaí/SP.

152-Fernando Martinho.
Poema: O bem ao próximo.
Cidade: São Bento do Sul/RS.

153-Flavio Machado.
Poema: Canção de amor.
Cidade: Cabo Frio/RJ.

154-Flavio Theodosio.
Poema: Esquecido.
Cidade: Biguaçu/SC.

155-Franciene Feitosa.
Poema: Anjos desprotegidos.
Cidade: Salgueiro/PE.

156-Frederico Martins.
Poema: Filhos do abandono.
Cidade: Fortaleza/CE.

157-Gabriel Alencar.
Poema: Mão fechada.
Cidade: Boa Vista/RR.

158-Gabrielli Amaral.
Poema: Ontem.
Cidade: Joinville/SC.

159-Gedeane Costa.
Poema: Facetas da rua.
Cidade: Recife/PE.

160-George de Carvalho.
Poema: Castiçal.
Cidade: Recife/PE.

161-George Luiz.
Poema: Para a chuva.
Cidade: Recife/PE.

162-Geraldo Trombin.
Poema: Na lata!
Cidade: Americana/SP.

163-Gerdeleison Souza Teixeira.
Poema: Exaltação à Júlia.
Cidade: Manaus/AM.

164-Giano Santos.
Poema: Seres invisíveis.
Cidade: Campos dos Goytavazes/RJ.

165-Grazielle Segeti.
Poema: Sonhos ao vento.
Cidade: São Paulo/SP.

166-Gregório José.
Poema: Cidade Invisível.
Cidade: Muriaé/MG.

167-Gwan Torres.
Poema: Toc toc toc.
Cidade: Cabo de Santo Agostino/PE.

168-Havenilton Reis.
Poema: O velho.
Cidade: Porto Velho/RO.

169-Hélder Félix.
Poema: Vozes das ruas.
Cidade: Fortaleza/CE.

170-Heloísa Crespo.
Poema: Invisibilidade social.
Cidade: Campos dos Goytacazes/RJ.

171-Heraldo Born.
Poema: Feitiço.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

172-Hilda Corruchel.
Poema: O homem do saco.
Cidade: Ibirama/SC.

173-Iná Brasílio.
Poema: Testemunha.
Cidade: Baependi/MG.

174-Isabel Cristina.
Poema: Menino poeta.
Cidade: Araçoiaba da Serra/SP.

175-Isabele Machado.
Poema: Na escuridão das ruas.
Cidade: São Pedro da Aldeia/RJ.

176-Isaías Ignácio.
Poema: O menino, o palco e a rua.
Cidade: Praia Grande/SP.

177-Israel Albuquerque.
Poema: Pátria mãe.
Cidade: São Pedro da Aldeia/RJ.

178-Israel Portela.
Poema: O malabarista e o sinal.
Cidade: Passo Fundo/RS.

179-Ivane Perotti.
Poema: Ruas ingratas.
Cidade: Belo Horizonte/MG.

180-Ivana Chedier.
Poema: Reconstrução.
Cidade: Petrópolis/RJ.

181-Jade Báez.
Poema: Complexo oculto.
Cidade: Três Coroas/RS.

182-Jairo Freitas.
Poema: Moradores de rua: uma triste realidade.
Cidade: Olinda/PE.

183-Jean Affonso.
Poema: Realidade opaca.
Cidade: Avaré/SP.

184-Jefferson Manoel.
Poema: Cidadão do mundo.
Cidade: Arapiraca/AL.

185-Jeremias Francis.
Poema: Morador de rua.
Cidade: São Paulo/SP.

186-Jéssica Bittencourt.
Poema: A gente.
Cidade: Mogi das Cruzes/SP.

187-Jéssica Cardoso.
Poema: Invisível.
Cidade: Novo Hamburgo/RS.

188-Jéssica Ellen.
Poema: Sob o testemunho da lua.
Cidade: São Luís/MA.

189-Jéssica Lopes.
Poema: Moradia para quem.
Cidade: Viçosa/MG.

190-João Batista.
Poema: Quem explica.
Cidade: São Paulo/SP.

191-João Oliveira.
Poema: História de dois vadios.
Cidade: Alcobaça – Portugal.

192-Jober Rocha.
Poema: Meus sonhos na sarjeta.
Cidade: Niterói/RJ.

193-Jonathan Kaefer.
Poema: Morada de Zé Maria.
Cidade: Belo Horizonte/MG.

194-Filipe Nogueira.
Poema: O garoto.
Cidade: Belo Horizonte/MG.

195-Jorge Eugênio.
Poema: Crack.
Cidade: Maragogi/AL.

196-Jorge Fernando.
Poema: Vidas no acaso.
Cidade: Cabo Frio/RJ.

197-Josafá Paulino.
Poema: Filósofo na sarjeta.
Cidade: Campina Grande/PB.

198-José Renato.
Poema: Os outros não têm nome.
Cidade: Uberlândia/MG.

199-José Rodrigues.
Poema: Abismo de angústias.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

200-José Rodrigues Neto.
Poema: O fim do começo.
Cidade: São Paulo/SP.

domingo, 13 de agosto de 2017

DADOS DO XI° CONCURSO POESIARTE 2017 (PARTE 01)


DADOS DO XI° CONCURSO POESIARTE 2017 
(PARTE 01)

*Foram 373 inscritos de todo o Brasil e dos seguintes países estrangeiros: Venezuela, Itália, Japão, Portugal e Moçambique.
*Observação somente os 20 primeiros colocados estão em ordem de colocação no concurso, pois foram os finalistas a serem avaliados pelos jurados.


1°lugar:
Nome:  Poliana Andrade de Oliveira.
Poema: Divã.
Cidade: Muriaé-MG.

2°lugar:
Nome: Victor Henrique Lemos de Lima.
Poema: A Sarjeta do homem.
Cidade: Paulista-PE.

3°lugar:
Nome: Lívia Maria.
Poema: Aquele Alguém.
Cidade:  Araruama-RJ.

4°lugar:
Nome: Natalia Scavasse Pacheco Silva.
Poema: Sentimento da Rua.
Cidade: Limeira-SP.

5°lugar:
Nome: José Airton Mellega.
Poema: Andarilho.
Cidade: Piracicaba-SP.

6°lugar:
Nome: Andressa Nuss.
Poema: Sono inacabado.
Cidade: São Paulo-SP.

7°lugar:
Nome: Fabio Santos Daflon Gomes.
Poema: O cabelo do mendigo.
Cidade: Vitória-ES.

8°lugar:
Nome: Augusto Cesar Dias.
Poema: Moradores de Rua.
Cidade: Rio de Janeiro-RJ.

9°lugar:
Nome: Célia Maria da Conceição Chamiça.
Poema: As cores da fome.
Cidade: Lisboa – Portugal.

10°lugar:
Nome: Ricardo Avron Wolkoff.
Poema: Indigente.
Cidade:  Recife-PE.

11°lugar:
Nome: João Alcindo Vieira Junior.
Poema: Pobre consciência.
Cidade: Marília-SP.

12°lugar:
Nome: Claudio da Silva Costa.
Poema: Por uma humanidade mais justa.
Cidade: Rio de Janeiro-RJ.

13°lugar:
Nome: Daniely Rodrigues Araújo.
Poema: Intocáveis.
Cidade:  Corguinho-MS.

14°lugar:
Nome: Victória Avelino.
Poema: Guerreiros.
Cidade: Araruama-RJ.

15°lugar:
Nome: André Abreu e Silva.
Poema: Infância Perdida.
Cidade: Taboão da Serra-SP.

16°lugar:
Nome: Juliana Toledo Bueno.
Poema: Rolinha.
Cidade: São Paulo-SP.

17°lugar:
Nome: Wilder Kleber Fernandes de Santana.
Poema: Becos Lótus deste Coração-Brasil.
Cidade: João Pessoa-PB.

18°lugar:
Nome: André Luis Machado Galvão.
Poema: Os Doces da Noite.
Cidade:  Amargosa-BA.

19°lugar:
Nome: Felipe Pacheco.
Poema: Invisível indiferença.
Cidade: Araucária-PR.

20°lugar:
Nome: Luis Henrique Marchezine Rosario.
Poema: Soneto Andarilho.
Cidade: Araraquara-SP.

******************************************

21-Caíque Ferreira.
Poema: De inimigo para melhores amigos.
Cidade: Araruama/RJ.

22-Anna Beatriz.
Poema: Dois lados.
Cidade: Araruama/RJ.

23-Samuel Moreira.
Poema: É a união.
Cidade: Araruama/RJ.

24-João Victor.
Poema: A união.
Cidade: Araruama/RJ.

25-Vitória da Silva.
Poema: Sonhar e nunca desistir.
Cidade: Araruama/RJ.

26-Igor Guimarães.
Poema: Unindo forças.
Cidade: Araruama/RJ.

27-Luan Victor.
Poema: Juntos sempre.
Cidade: Araruama/RJ.

28-Lívia Farias.
Poema: A família.
Cidade: Araruama/RJ.

29-Renata Oliveira.
Poema: A flor do dia.
Cidade: Araruama/RJ.

30-Allan da Costa.
Poema: A água não molha.
Cidade: Araruama/RJ.

31-Lucas Ferreira.
Poema: A união faz a força.
Cidade: Araruama/RJ.

32-Maria Eduarda.
Poema: A união faz a força.
Cidade: Araruama/RJ.

33-Ana Karoliny.
Poema: Juntos venceremos.
Cidade: Araruama/RJ.

34-Juliana de Souza.
Poema: A força e a união.
Cidade: Araruama/RJ.

35-Guilherme Lima.
Poema: Somos melhores.
Cidade: Araruama/RJ.

36-Mayara da Silva.
Poema: A força da união.
Cidade: Araruama/RJ.

37-Ana Clara.
Poema: A união faz a força.
Cidade: Araruama/RJ.

38-Ismar.
Poema: A união faz a força.
Cidade: Araruama/RJ.

39-Pedro Maia.
Poema: A força do querer.
Cidade: Araruama/RJ.

40-João Pedro.
Poema: Bolo.
Cidade: Araruama/RJ.

41-Ivan Oliveira.
Poema: Mendigo.
Cidade: Araruama/RJ.

42-Daniel Vieira.
Poema: Esquecidos do mundo.
Cidade: Araruama/RJ.

43-Thaíssa das Mercedes.
Poema: Moradores de rua.
Cidade: Araruama/RJ.

44-Laysa Lançato.
Poema: José Ninguém.
Cidade: Araruama/RJ.

45-Matheus Oliveira.
Poema: Morador de rua invisível.
Cidade: Araruama/RJ.

46-Caio Marques.
Poema: Emanuel.
Cidade: Araruama/RJ.

47-Laisy Maria.
Poema: Vão e vêm, mas não veem.
Cidade: Araruama/RJ.

48-Natália Diogo.
Poema: Moradores de rua e suas vidas.
Cidade: Araruama/RJ.

49-Gustavo Roriz.
Poema: Cidade fantasma.
Cidade: Araruama/RJ.

50-Anna Vyctoria.
Poema: Esquecidos do asfalto.
Cidade: Araruama/RJ.

51-Luana Lêdo.
Poema: Vítimas da noite.
Cidade: Araruama/RJ.

52-Maria Alyce.
Poema: Moradores Invisíveis.
Cidade: Araruama/RJ.

53-Ádria Leão de Moura.
Poema: Infestação de embuás.
Cidade: Belém/PA.

54-Adriana Lopes.
Poema: Sensações.
Cidade: Senhora de Oliveira/MG.

55-Airton Sousa.
Poema: O abandono dentro de nós.
Cidade: Marabá/PA.

56-Alanna Fernandes.
Poema: Já parou para pensar quando chove?
Cidade: Uberlândia/MG.

57-Alberto Araújo.
Poema: Os meninos e as meninas do Largo da Carioca.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

58-Alberto Arecchi.
Poema: Último tiro.
Cidade: Pavia – Itália.

59-Alberto Sobrinho.
Poema: Incômodo na sarjeta.
Cidade: Niterói-RJ.

60-Alex Rosa.
Poema: Indiferença.
Cidade: Jundiaí/SP.

61-Alexandre Fernando.
Poema: O homem na calçada.
Cidade: Divinópolis/MG.

62-Aline Fátima.
Poema: O soluço nas ruas.
Cidade: Catalão/GO.

63-Álvaro Dias.
Poema: Um corpo caído no chão.
Cidade: São Paulo/SP.

64-Álvaro Jansen.
Poema: Feliz Mortivesário.
Cidade: Fortaleza/CE.

65-Amanda Aparecida.
Poema: Virada radical.
Cidade: Santos Dumont/MG.

66-Ana Carolina Cerqueira.
Poema: Sábio Sebastiões Invisíveis.
Cidade: Santa Margarida/MG.

67-Ana Cristina Rodrigues.
Poema: Sem teto, sem coração.
Cidade: Sorocaba/SP.

68-Ana Luíza Nogueira.
Poema: Vida eterna.
Cidade: São Paulo/SP.

69-Ana Maria Costa.
Poema: O ego ferido.
Cidade: Brasília/DF.

70-Anderson Silva.
Poema: A realidade das ruas em versos.
Cidade: Mata Grande/AL.

71-André Flores.
Poema: Existencialismo tropical.
Cidade: Portão/ES.

72-Andréa Fagundes.
Poema: Moro em lugar nenhum.
Cidade: Brasília/DF.

73-Adriele Amaro.
Poema: Fogo.
Cidade: Itabaianinha/SE.

74-Angelly Bernardo.
Poema: Serra do estrondo.
Cidade: Paraíso do Tocantis/TO.

75-Antônio Augusto.
Poema: Por que não me vês? Por quê?              
Cidade: Canoas/RS.

76-Antônio Benedito Taborda.
Poema: Os desprezados.
Cidade: Lapa/PR.

77-Antonio Chaves.
Poema: Cidade utópica.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

78-Antonio Lavacca.
Poema: Sob meus olhos cansados: Retrato de homem caído na rua.
Cidade: São Carlos/SP.

79-Antônio Sousa.
Poema: A rua me aceita como sou.
Cidade: São Miguel do Tapuio/PI.

80-Aparecida Gianello.
Poema:  Haicai.
Cidade: Martinópolis/SP.            

81-Arisson Tavares.
Poema: No quintal da minha calçada.
Cidade: Brasília/DF.

82-Armando Santos.
Poema: Noites de dor.
Cidade: Salvador/BA.

83-Awailison Barbosa.
Poema: Filho da rua.
Cidade: Sertãozinho/SP.

84-Bárbara Brosch
Poema: Universo paralelo.
Cidade: São Paulo/SP.

85-Beatriz Lazzaretti.
Poema: Sou alguém.
Cidade: Chapecó/SC.

86-Bruna Cristina.
Poema: No canto da rua.
Cidade: Belo Horizonte/MG.

87-Bruno Bortolini.
Poema: Ex-humano.
Cidade: Tupanciretã/RS.

88-Bruno Costa.
Poema: Elegia do Cruel.
Cidade: Ponte de Lima – Portugal.

89-Bruno Vargas.
Poema: Os goles e a ponte.
Cidade: Bagé/RS.

90-Bruno Vianna.
Poema: Esquinas.
Cidade: Rio de Janeiro/RJ.

91-Camila Campos.
Poema: Quem passa não vê.
Cidade: Mogi Guaçu/SP.

92-Carla Frazão.
Poema: O Jardineiro.
Cidade: Niterói/RJ.

93-Carlos Alberto.
Poema: Redução.
Cidade: Pedra/PE.

94-Carlos Brunno.
Poema: Haicai real sem realeza.
Cidade: Valença/RJ.

95-Carlos José Andrade.
Poema: Andarilho.
Cidade: Niterói/RJ.

96-Carlos Monteiro.
Poema: Lírios morrem na cidade.
Cidade: São Paulo/SP.

97-Carlos Pañella.
Poema: João contempla o céu e seus pensamentos voam.

Cidade: São Paulo/SP.

98-Carlos Siqueira.
Poema: Invisibilidade.
Cidade: Ribeirão Pires/SP.

99-Carolina Paz.
Poema: Homens deitados.
Cidade: São Vicente do Sul/RS.

100-Caroline Chagas.
Poema: Moradores sem lar.
Cidade: Blumenau/SC.